A GRAÇA JUSTIFICADORA DE DEUS

Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre (Rom 49.8).
Por si só, o homem jamais alcançaria a salvação e a vida eterna, porque sendo nós pecadores, o preço para a remissão de nossa alma seria muito caro, pois não há riquezas neste mundo que possa comprar a salvação. Contudo, Deus por sua infinita misericórdia, concede a salvação a todos aqueles que buscam a Sua glória, justificando-os sem cobrar nenhum valor, a não ser a fé em Jesus.
Toda essa dádiva divina alcançamos de Deus, unicamente por Sua graça. E isso, não porque merecemos, pelo contrário, merecíamos a condenação. Por isso graça é um favor imerecido de Deus para nós, através do qual Deus estende misericórdia, bondade e salvação às pessoas. Assim, a graça de Deus permite que o homem, mesmo na rebelião, seja alcançado pelo perdão e justificado de toda sua culpa
Portanto, tudo o que Deus tem planejado e feito desde o principio pela nossa salvação, Ele o fez por sua graça. Pois por sua graça Deus enviou seu Unigênito como sacrifício na cruz por nossos pecados (Efésios 5.25). Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus (Ef. 2.8).
Portanto, quando Deus diz que somos justificados gratuitamente pela sua graça, quer dizer que fomos declarados justos, assim, fomos salvos da condenação eterna. E tudo isso, sem nenhum esforço próprio, mas unicamente pela fé em Jesus. Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo (Tt 3.5).
Um homem justificação por Deus é um homem redimido, pois a salvação oferecida por Jesus Cristo na cruz, nos libertou da escravidão do pecado. E, como escravos, tínhamos que ser comprados ou resgatados por Deus. Assim, Deus, por meio do pagamento de um preço muito alto, isto é, da morte de Cristo na cruz, nos comprou para uma vida de liberdade quando estávamos escravos do pecado e da Lei.
A redenção nos traz liberdade! Dá-nos uma nova vida. E, essa nova vida, deve-se vivê-la de forma a agradar ao Senhor. Mas agora, libertados do pecado, e feitos servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação, e por fim a vida eterna (Rm 6.22).
Gleison Elias Pereira.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Um pouco sobre o Círculo de Oração.

Fundo Musical em Pregações? Conheçam o perigo desse modismo.

Tragédia familiar: separação da cantora Lauriete