domingo, 21 de setembro de 2008

SÉRIE HERÓIS DA FÉ: CELINA MARTINS ALBUQUERQUE


Conheçam a primeira pessoa, em solo brasileiro, a ser batizada com o Espírito Santo: Celina Martins Albuquerque
Nasceu em Manaus, AM, a 19 de setembro de 1874, filha de José Martins Cardoso e de Cândida Rosa de Aguiar Cardoso. Casou-se aos 25 anos de idade, no dia 25 de setembro de 1899, com Henrique Albuquerque que, como seu sogro, era prático em navegação nos rios amazônicos.No Pará, converteu-se a Cristo, na Primeira Igreja Batista de Belém que, na época, era pastoreada por Almeida Sobrinho, por quem Celina foi batizada, no batistério do templo à rua João Balby, 406.Em 1910, chegaram os pioneiros do Movimento Pentecostal, que começaram a ensinar a doutrina do Espírito Santo que traziam em seus corações. Celina se interessou pelo que eles pregavam e, crendo na verdade, passou a buscar a promessa de Jesus Cristo.Com a idade de 95 anos, a fiel anciã foi chamada ao descanso eterno, a 27 de março de 1969, em Belém do Pará.
O selo do Espírito Santo veio primeiro sobre ela
Celina Albuquerque e Maria de Nazaré foram as primeiras a declarar que aceitavam a promessa registrada em Atos 2.17-18: “E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos jovens terão visões, e sonharão sonhos vossos velhos; até sobre os meus servos e sobre as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias, e profetizarão...” Elas se propuseram a permanecer em casa, em oração, até que Deus as batizasse com o Espírito Santo.
À uma hora da manhã do dia 8 de junho de 1911, em sua residência na rua Siqueira Mendes, 79 (atual 161), Celina Albuquerque foi a primeira pessoas, em solo brasileiro, a ser batizada com o Espírito Santo. Estava confirmada a verdade pregada pelos missionários, que anunciavam um novo batismo.
Logo ao amanhecer, a irmã Nazaré apressou-se a ir à casa de José Batista de Carvalho, na av. São Jerônimo, 224, levando consigo a boa nova de que a irmã Celina recebera a promessa conforme a Palavra de Deus. Na casa de José Batista estavam reunidas várias pessoas, entre elas Manoel Maria Rodrigues, diácono da Igreja Batista. Ele declarou mais tarde: “Foi nesse momento que ouvi falar e cri no batismo com o Espírito Santo”. Maria de Nazaré, no dia seguinte, teve a mesma experiência: era batizada com o Espírito Santo.
Imediatamente, todos os membros da igreja tiveram conhecimento do fato e algumas pessoas resolveram ir à casa de Celina, a fim de averiguarem pessoalmente o que estava acontecendo. Entre os interessados estavam os irmãos José Plácido da Costa, diácono e superintendente da Escola Dominical; Antônio Marcondes Garcia e esposa; Antônio Rodrigues e Raimundo Nobre, seminaristas.
Os dois missionários não silenciaram, continuando a pregar a Palavra de Deus. Realizavam reuniões de oração onde moravam, local agora muito visitado pelos membros da igreja. O clima naquela peque comunidade evangélica era de tensão. Formaram-se dois grupos: o daqueles que aceitavam a doutrina pregada pelos missionários e se mantinham firmes nas suas opiniões e o grupo daqueles que rejeitavam a doutrina do batismo com o Espírito Santo e não se conformavam com a presença dos missionários no sei da igreja.
Uma santa mulher; heroína da fé
Entre os cooperadores da primeira hora, na obra pentecostal no Brasil, encontram-se algumas mulheres que, como desprendimento e heroísmo, enfrentaram os maiores desafios. Elas se puseram como verdadeiras colunas, como vasos de ouro nas mãos de Deus.
Celina Albuquerque destacou-se entre elas. Sua bravura evidenciou-se em episódios como o descrito por A. P. Franklin, autor de Entre Crentes Pentecostais e Santos Abandonados na América do Sul, citado em O Diário de um Pioneiro. Reporta-se a um incidente ocorrido em 13 de novembro (de 1911), por ocasião de um batismo, quando grande multidão, armada com facas e laços, estava decidida a impedir a cerimônia. O escritor começa a informar: “Os primeiros batismos eram feitos todos em segredo, geralmente, às onze horas da noite, pois não havia nem templos nem tanques batismais”. E prossegue: “Mas um dia criaram coragem e anunciaram um batismo público a beira-rio. Isso deu tempo para que os inimigos se preparassem. Vieram então várias centenas de homens e pensavam que com violência poderiam impedir o ato sagrado. O líder veio à frente carregando uma cruz. Os poucos crentes que estavam reunidos compreenderam o perigo naquele momento e temeram que sangue fosse derramado, Vingren procurou ler a Bíblia, mas foi impedido. Procurou outra vez, mas o líder tirou o seu punhal e se preparou para lançar contra ele”.
Neste instante, a irmã Celina interveio colocando-se entre os dois, e esse gesto salvou-lhe a vida. Então veio a inesperada providência de Deus: o Senhor fez com que um outro católico, pessoa idosa e respeitável, se impusesse, a gritar: “Chega! Deixem que eles tenham a sua cerimônia”. O líder do grupo intentava concretizar a ameaça, mas sem o mesmo ímpeto foi contido pela palavra do missionário: “Eu faço somente o que Deus quer!” E mesmo sob os riscos, que continuavam, o ato se realizou. E Deus deu o livramento.
Ao ser batizada no Espírito Santo, Celina começou a despertar os irmãos no sentido de lhe seguirem o exemplo, havendo sido, por conseguinte, um marco esplendoroso.


Informações Extraídas:
As Assembléias de Deus no Brasil – Sumário Histórico Ilustrado, com texto de Juanyr de Oliveira, CPAD, 1ª edição, 1997.
História das Assembléias de Deus no Brasil, CPAD, 2ª edição, 1982.
Fotos: História da Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil – CPAD – 1º edição – 2004.




33 comentários:

Anônimo disse...

Parabéns meu amado irmão, são iniciativas assim que mantem a nossa história viva e mantem a chama do espirito santo em nossas vidas!
Que Deus te abençoe!

Anônimo disse...

Existe algum video ou gravação de audio da irmã celina?Deus continui te abençoando!!!

Gleison Elias Pereira disse...

A Paz do Senhor

Até o momento eu desconheço algum vídeo. É bem provável que não exista nenhum.

Anônimo disse...

A Paz do senhor
Não desista de fazer a vontade de Deus, pois a recompensa será abundante na cidade celestial.

Anônimo disse...

Bom seria se fosse colocada mais fotos dessa irmã tao abnegado,fotos dela com os missionarios fundadores da AD,E ENTRE OUTRAS FOTOS....

ericka disse...

sou paraence e vivo em minas gerais.celina de alburquerque é tia de meu avó raimundo de azevedo de jesus sinto me muito honrada de fazer parte dessa familia abençoada que tem uma historia de fé com o cristianismo .

Gleison Elias Pereira disse...

Ericka, a Paz do Senhor Jesus.

Obrigado pelo seu comentário. Fico feliz por sua vida e por poder testemunhar dessa gigante da fé que foi a irmã Celina Alburquerque. Que Deus abençoe toda sua família!

Roberto Mauro disse...

Bênção pura, irmãos poucos crente tem sequer noção de como surgiu esta grande obra evamngelística!
Ainda mais em se tratando de uma história tão bonita quanto essa!
A Paz do Senhor Jesus Cristo!
Pb. Roberto Mauro -Ad em Nova Brasília-NI/RJ

taiana pontes disse...

Toda honra e gloria sejam tributado a Deus por escolher servos que querem um compromisso verdadeiro co JEsus proclamando o verdadeiro Evangelho de Salvação. Parabéns! Aqui encontrei o que desejava sobre a pioneira Celina Albuquerque.
Obrigada!!!
A paz do Senhor.
Irmã Taiana Oliveira Pontes- Ad em Acará- PA

Gleison Elias Pereira disse...

Que bom irmã. Fico feliz em saber que esta postagem lhe foi útil.
Abraços!

Anônimo disse...

CELINA MARTINS ALBUQUERQUE FOI UM FENÔMENO,UM ESPETÁCULO, UMA DESBRAVADORA DA OBRA PENTECOSTAL EM TERRAS BRASILEIRAS,VERDADEIRO EXEMPLO DE FORÇA, DE AUSTERIDADE, DE FÉ, DE VIDA CRISTÃ, DE DEVOÇÃO,ENFIM SOMOS GRATOS A DEUS PELA VIDA DE CELINA ALBUQUERQUE, E QUE ELA SIRVA SEMPRE DE ÂNIMO E DE ENCORAJAMENTO PARA MILHARES DE OUTROS CRISTÃOS PENTECOSTAIS ESPALHADOS PELO NOSSO AMADO E IMENSO PAÍS. MEUS PARABÉNS AOS FAMILIARES E PARENTES DESTE ÍCONE DA FÉ PENTECOSTAL.CELINA LINDA EU TE AMO !!!!!!

shopia moranguinho disse...

a paz do senhor para todos
Só um Simples comentario que eu achei sobre isso
Uma mulher movida pela fé de Deus
que Deus usou 2 jovens suecos para virem pro Brasil fazer essas obras maravilhosas e ainda abrindo uma igreja é mt fé msm q o nome d Deus seja louvado para todos e sempre

Gleison Elias Pereira disse...

Shopia, a Paz do Senhor!
Você tem razão. Somente uma fé alicerçada em Deus permite uma pessoa realizar grandes coisas para o Reino de Deus.
Obrigado por seu comentário.
Deus te abençoe hoje e sempre.

Devalcir disse...

Estou me sentido nesse momento com os meus ossos, e toda minha estrutura envolvida pelo poder do espirito santo, sinto nesse momento uma coisa mto boa, pois eu encontrei aqui um tesouro com certeza muito valioso, um dia quero dar um abraço la nas mansoes celestias nessa grande guerreira, estou mto feliz com vc meu irmao que postou essa mensagem tao gloriosa, é uma pena que nossa querida Ass de Deus, se esquece de mulheres e homens tao abençoados que nao falam mais, onde estao as raizes o poder do evangelho, essas brasas embora descanse num tumulo mas permanecem vivos no nosso coração e mto mais no coração de Deus, fiquei feliz em ver a foto... agradeço Deus por sua vida!!! Deus me fortaleceu nessa manha. A Paz!!!


"Devalcir..."

Gleison Elias Pereira disse...

Devalcir, a Paz do Senhor Jesus!
Fico feliz em saber que esta postagem lhe tenha sido um instrumento de fortalecimento e edificação. Obrigado pelo comentário.
Um abraço!

Josiane Cardoso disse...

Josiane Cardoso Sou sobrinha tataraneta de Celina Albuquerque
Belém-Pará
Fico Muito feliz em fazer parte desta família abençoada que desde a primeira geração vem demonstrando sua fé em Cristo e servindo a Deus.
Ontem Dia 11/04/2013 comemoramos em família os 98 anos da minha tia avó Creuza de Jesus Moura sobrinha de Celina Albuquerque onde reunimos varias gerações da Família para celebrar esta data tão especial concedida por nosso Senhor Jesus.
Caso queirão vê as fotos estão no facebook
Josiane Cardoso
Email= jocardoso2007@yahoo.com.br

Gleison Elias Pereira disse...

Que bênção Josiane! Eu desejo um feliz aniversário para sua avó Creuza. Que o Senhor abençoe continuamente você e sua preciosa família. Abraços.

Daniel Kauphan disse...

CONTRARIANDO A TRADIÇÃO ASSEMBLEIANA

Todos sabem, historicamente, que a Congregação Cristã no Brasil é igreja pioneira concernente aos dons do Espírito Santo no Brasil, comumente conhecido por pentecostalismo, tendo iniciado suas atividades em solo brasileiro, por meio do irmão Louis Francescon, um italiano de fé valdense. Em abril de 1910, várias pessoas creram no evangelho e na mensagem pentecostal sendo batizadas nas águas e no Espírito Santo:

“1910 – Em abril, Lombardi retorna para Buenos Aires e Francescon chega ao Paraná, onde estabelece o primeiro grupo de segmento pentescostal no Brasil. Durante sua estadia, onze pessoas crêem no evangelho e são batizadas em águas e no Espírito Santo.” (Defesa da Fé – Revista de Apologética do Instituto Cristão de Pesquisas, pág.39 – ICP – Ano 12 – Nº 90 – março/abril de 2011).

Sete meses - cerca de 210 dias - depois, os fundadores da Assembleia de Deus chegaram ao Brasil, Daniel Berg e Gunnar Víngren, o navio ficou fora do porto e uma embarcação – segundo o Diário de Víngren - os levara até ao Cais, era o dia 19 de Novembro de 1910. A igreja Assembleia de Deus, por sua vez, outrora conhecida por “Missão da Fé Apostólica”, acredita na contramão da história, pois há relato corrente entre os assembleianos e até mesmo nos livros de história da AD, como no Diário de Víngren, de que a senhora Celina Albuquerque foi a primeira pessoa a ser batizada com o Espírito Santo em solo brasileiro.


Esta é, sem dúvida, uma (con) tradição assembleiana – historicamente - construída sobre areia movediça, quem sabe, talvez, queiram usurpar o lugar da Congregação Cristã no Brasil como pioneira nesse sentido. Seria coerente com a história se a AD revisionasse esse pormenor incutido erroneamente em seus livros, não obstante, continuam a propagar esse falso ensino, confira:

“O conservadorismo é levado tão a sério que qualquer “revisionismo” histórico como este seria impossível. Durante os próximos anos, o Mensageiro da Paz continuaria publicando, e livros de história da AD confirmando, que Celina Albuquerque foi a primeira pessoa no Brasil a ser batizada com o Espírito Santo, porque a tradição assembleiana não pode ser mudada.” (Alencar, Gedeon. Assembleias de Deus – Origem, Implantação e Militância (1911 – 1946), página 144, Arte Editorial, São Paulo, Brasil).

Pela verdade e por amor a ela, as lideranças dessas igrejas deveriam corrigir esse equívoco admitindo, publicamente, o erro; afinal, errar é humano, mas permanecer no erro é teimosia declarada.

Nessa direção, não é verdadeiro o que afirmam os livros das Assembleias de Deus, pois cerca de um ano - 365 dias - antes de dona Celina Albuquerque, várias pessoas da Congregação Cristã no Brasil já haviam provado do dom celestial, quando isso acontecia, Daniel Berg e Gunnar Víngren nem sequer haviam recebido o chamado para vir ao Brasil, pois – segundo o Diário de Víngren – o mesmo ainda estava nos EUA, na igreja Batista e havendo inserido a fé pentecostal naquela igreja, deixou South Bend em 12 de outubro de 1910. A dona Celina, ainda, estava na igreja Batista em Belém e desconhecia completamente a existência dos missionários, muitos crentes da Congregação Cristã no Brasil já desfrutavam dos gloriosos dons do Espírito Santo em terras brasileira.

Daniel Kauphan disse...

A tradição assembleiana apresenta nos livros, de que a senhora Celina Albuquerque foi a primeira pessoa em terras brasileira a ser batizada no Espírito Santo, carece de veracidade, apenas serve para nos manter alertas quanto aos livros que lemos:

“A falta de honestidade de muitos cristãos não só se vê em suas práticas comerciais, mas até nos livros espirituais que escrevem. Teoricamente, deveria ser possível tomarmos um livro escrito por um cristão e saber que podemos confiar na informação que contém. Mas a verdade é que não é assim.” (W. Bercot, David. O Reino Que Alvoroçou o Mundo, pág.41, Publicadora Lâmpada e Luz, Boituva – São Paulo).

Também, é falsa a informação contida em livro (Igreja do Véu – Igreja ou Heresia, do autor José Amaral) livro este escrito com ajuda de pastores assembleianos, de que o fundador da Congregação Cristã, Louis Francescon, veio ao Brasil acompanhado dos dois missionários suecos, Daniel Berg e Gunnar Víngren. A história de ambas as denominações desmentem essa mentira.

Vejam a falta de conhecimento histórico:

“Luís Francescon saiu com mais dois irmãos com destino ao Brasil, inclusive estes outros dois começaram o movimento pentecostal em Belém do Pará, dando origem a Assembleia de Deus no Brasil.” (Amaral, José. A Igreja do Véu – Igreja ou Heresia? – Toda a Verdade sobre a Congregação Cristã no Brasil, 4ª Edição, Goiânia 2001).

Tal livro foge da ideia proposta, o de apresentar ‘toda a verdade’(?) sobre a CCB, aliás, além de desconhecerem o fato histórico, o livro acima contém vários erros de grafia, exegese e contradições inúmeras; assim, o próprio Víngren desmente essa falsa informação que pode ser conferida em seu próprio Diário quanto à data da chegada deles ao Brasil (19 de novembro 1910), como também é desmentida por Louis Francescon ao falar da sua chegada (março 1910).

Complementando, numa reportagem da Folha de S. Paulo de 07/08/2001, a Assembleia de Deus informou ser a mais antiga igreja pentecostal em atividade no Brasil:

“A Assembleia de Deus é a mais antiga igreja pentecostal em atividade no Brasil, trazida dos EUA em 1910.”

O referido jornal, ao perceber a falha na informação, logo no dia seguinte tornou público o erro da publicação:

“Diferentemente do que informou a reportagem “Assembléia de Deus aprova plano para eleições de 2002” (Brasil, pág. A6, 4/8), a primeira igreja pentecostal a se instalar no Brasil foi a Congregação Cristã, em julho de 1910, a Assembleia de Deus começou a agir em junho de 1911. As duas foram trazidas por missionários europeus vindos dos Estados Unidos.” (Folha de S. Paulo – A3 – 08/08/2001).

Por esta pesquisa, só tenho a repetir a frase Bíblica:

“Tenho-me, pois, tornado vosso inimigo, porque vos disse a verdade”? (Bíblia Sagrada – Tradução Brasileira – Edição com referências. Sociedade Bíblica do Brasil).

Deus vos abençoe.

Marcelo Marques disse...

meus irmãos para mim pouco importa quem chegou primeiro. o que vale é continuar fazendo o que o Senhor mandou fazer, pregar o evangelho verdadeiro. e isso são poucas as igrejas fazendo com sinceridade. só pensam no lucro, é uma vergonha. para o reino de Deus, para Deus não importa quem chegou no brasil primeiro.o importante é quem vai chegar no céu e lá não não vai ter placa de igrejas.Deus tenha misericórdia de nós

genivaldo disse...

que bença muito bom conhecer as raizes dessa historia tao linda.

Gabriel Callegario disse...

A minha avó até hoje conta com lagrimas nos olhos,sobre o Jubileu de Ouro da Assembléia de Deus no Brasil,a qual ela presenciou essa mulher,já cansada,bem magrinha,com pouca força pra até mesmo falar...Mais quando passaram o microfone pra ela no estádio que estava acontecendo o evento,foi como se uma onda de poder invadisse aquele lugar,como minha avó mesma disse ela somente abriu os lábia e saíram deles uma "rajada da línguas estranhas" e por um instante eles naum tinham a certeza que se a terra tinha subido ou se o céu tinha descido...
Minha avó hoje se encontra com seus 95 anos,começou a dirigir o circulo de oração na Assembleia de Deus de São Cristovão as 15 anos e se mantem até hoje pra glória de Deus...

Gabriel Callegario disse...

*aos 15 anos de idade

Gleison Elias Pereira disse...

Gabriel, a Paz do Senhor!
Que história linda e emocionante! São lembranças e histórias como as da irmã Celina que nos faz entender que as Assembleias de Deus no Brasil tem uma imensa riqueza história. Abraços.

Gabriel Callegario disse...

é verdade meu amigo...
Fico maravilhado ao ouvir os relatos que minha avó conta a cerca da Assembléia de Deus no Brasil...
Ela foi batizada nas aguas na Assembléia de Deus de São Cristóvão no Rio de Janeiro pelo pastor Gunnar Vingren, o nosso Deus é o mesmo,operava no passado e opera no presente..Ele não mudou...Glória a Jesus
Guardo cada relato que minha avó conta na memoria e meu coração pois nos momentos de angústia trago a memoria aquilo que me da esperança que o nosso Deus é o mesmo...
Muito feliz por encontrar esse blog para assim poder compartilhar um pouco dessa estória...
A paz

Gabriel Callegario disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Unknown disse...

Eu faço parte desta família, sou batizado e selado pelo espirito santo a 20 anos fui batizado com 16 anos, glória a Deus....

sergio araujo queiroz araujo disse...

Eu faço parte desta família, sou batizado e selado pelo espirito santo a 20 anos fui batizado com 16 anos, glória a Deus....

Gleison Elias Pereira disse...

Sergio, a Paz do Senhor! É bençãos do céus. Que Deus continue te abençoado e lhe usando na Sua Obra.

PR. edison ribeiro disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PR. edison ribeiro disse...

A paz do sr. A todos, o testemunho de vida cristã da serva de Deus irmã celina de albuquerque,faz a nossa fé ser fortificada.......

F.GOMES disse...

Eu sei que a história de que a Celina foi batizada com o Espírito Santo está registrada e é uma benção. Da congregação nunca ouvi falar. Não basta revindicar uma história é preciso escrevê-la.

vanildo pereira disse...

isso e um exemplo de fe e coragem fico muito orgulhoso de ver pessoas desta natureza servindo a deus de verdade!!

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

 
Powered by Blogger