terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Dicas que todo pregador do Evangelho deve saber

Caros pregadores, reconheço que como obreiro e pregador do Evangelho de Cristo tenho muito que aprender. Mas, o pouco que aprendi quero compartilhar aqui com vocês dando algumas dicas para aqueles que almejam ou já são conferencistas e pregadores da Palavra de Deus. Sei que nesses últimos dias têm-se levantado muitos pregadores que mais parecem personagens de uma peça teatral do que Arautos do Santo Evangelho e essas dicas vão ajudar aqueles que com sinceridade no coração querem fazer a Obra de Deus:
1) Não uses seu talento e/ou chamada para buscar fama, prestígio, aplausos ou reconhecimento de homens;
2) Ao iniciar sua pregação não coloque fundo musical buscando emocionar seus ouvintes, pois, além desse recurso ser uma manobra humana para se “colocar fogo na igreja” demonstrará que você é imaturo;
3) Por favor, para com esse negócio de “segura na mão do teu irmão”, “diz isso ou aquilo para seu irmão”, “puxa a orelha do seu irmão”, “faz cara feia para seu irmão”, “alisa o nariz do seu irmão”, “sorria para seu irmão”, “... seu irmão... seu irmão... seu irmão”. Pare com isso! Esse tipo de atitude por parte do pregador traz constrangimento para muitos irmãos;
4) Não procure imitar jargões, orações e estilos de pregadores renomados, pois as pessoas que percebem isso farão de você motivo de risos;
5) Não tente falar palavras difíceis para enfeitar a mensagem, pois nem sempre essas palavras estão em concordância com aquilo que você fala;
6) Não se preocupe demasiadamente em elaborar mensagens mirabolantes, pois além de Deus operar na simplicidade você corre o risco de pregar heresias;
7) Não exagere nas conjecturas, tais como aqueles onde objetos inanimados e animais dialogam, cantam, expressam desejos, dá risadas etc. Certa vez ouvi uma mensagem em que o pregador conjecturava e dava tanta ênfase no jumentinho em que o Senhor Jesus montou, que durante boa parte da pregação as pessoas deram muita gargalhada. Ele dizia que o jumentinho estufava o peito e andava cascavelando pensando que o povo estava gritando para ele; que o jumentinho ficou metido; que o jumentinho se sentiu importante e blá, blá, blá...Uma certa dose de conjecturas é excelente para ilustrar ou dar ênfase ao tema da mensagem, mas no exagero corre-se o risco de se tornar ridículo;
8) Não pregue o Evangelho como se você fosse profissional e não necessitasse de mais nada. Vai buscar inspiração divina através da oração, estudo da Palavra e jejum;
9) Não tenha ciúmes do seu colega que também é pregador, mas vai orar por ele para que Deus também o use através da Palavra;
10) Não pregue exclusivamente com a intenção de divulgar seu ministério ou sua pessoa, mas pegue com o desejo de ver Jesus salvar pecadores, curando enfermidades, batizando e falando no meio do seu povo;
11) Por fim, tenha na mente e no coração as palavras de João Batista: "É necessário que ele cresça e que eu diminua (João 3.30)”. Deixe Cristo e seu Reino crescer através de sua vida e ministério!
Que o Senhor Jesus abençoe sua vida e ministério!
Pb. Gleison Elias Pereira

21 comentários:

james disse...

Graça e paz vos sejam multiplicadas, irmão Gleison Elias
Com certeza, os púlpitos atuais mais são um palco de variedades, e muito menos para a pregação da Palavra de Deus...

Muitos renegam a Palavra de Deus que nos fortalece: “Porque na mesma hora vos ensinará o Espírito Santo o que vos convenha falar” (Lucas 12.12), e fazem ao seu bel prazer o que desejam falar...

Fraternalmente.
James.
http://jesusmaioramor.blogspot.com/

Elaine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Elaine disse...

Ao longo dos anos, o Pai vem me ensinando essas preciosas orientações acerca de como devo me portar quando ministro Sua Palavra.

Graças a Deus, desde o princípio Ele tem me auxiliado e me ensinado a ser simplesmente eu mesma diante dEle sobre um púlpito.

Verdadeiramente, são enfadonhos e profundamente patéticos esses comportamentos que se identificam com as suas exortações. Mensagens ministradas nesses padrões não costumam ter o real efeito que poderiam ter (1) se Deus fosse o centro de tudo, (2) se Deus dirigisse a vida do ministro e (3) se Deus falasse pessoalmente através dele.

Essa é a diferença: muitos querem fazer de Deus o seu canal para se tornarem apreciados pelos outros.

Façamos, pois, a diferença.

E que Deus flua através de nós.

Paz de Cristo.

Gleison Elias Pereira disse...

Prezado James,
A Paz do Senhor Jesus
Meu irmão, infelizmente isso tem acontecido muito em todas as regiões do Brasil.
Vamos continuar orando para que o Senhor continue levantando verdadeiros ceifeiros (homens e mulheres com o coração na obra de Deus) para Sua seara.

Gleison Elias Pereira disse...

Cara Elaine,
Louvo a Deus por sua vida e pelo seu zelo e cuidado em ministrar a Palavra de Deus com fidelidade.
Parabéns pelo seu excelente blog e pela qualidade de suas mensagens postadas ali.
Obrigado por sua visita. Volte sempre!

Vicente de Paulo disse...

paz do Senhor Gleidson, obrigado pelo incentivo. Eu também gostei muito do seu Blog, vou estar sempre lhe visitando, também com os seus comentários para poder melhorar o meu Bolg. Achei super importante esse texto, no qual você apresenta dicas muito importante para deseja pregar a Palavra de Deus conforme os bons princípios da Homilética.

Vicente de Paulo disse...

em tempo:(correção)
1. "conto com os seus comentários...."

2. "melhorar o meu Blog.."

3. "você apresenta dicas muito importantes para quem deseja..."

Desculpa foi a pressa...

Pr. Newton disse...

Excelente mensagem meu prezamado irmão em Cristo,

o que a Igreja necessita de verdade, é de Pastores com cheiro de Ovelhas.

Dízimos, ofertas, prosperidade com um mundo melhor, mais rico e sem enfermidades. Cada vez mais, novos títulos, para os diversos cultos em cada dia da semana, produzidos pelo desejo em atrair mais ovelhas ao seu pasto.

Grandes, gigantescos, pequenos ou minúsculos eventos, como festas e mais festas, com cantores e cantoras, artistas de diversas áreas do cinema e televisão, que se convertem, e por loucura de alguns líderes, os consagram imediatamente aos cargos bíblicos, mas sem a orientação contida na Bíblia.

Vários artistas evangélicos, sentem o “impulso de Deus”, para lançarem os seus CD’s nos Estados Unidos da América. Desejam ganhar sua especial fama nos EUA, pois, é boa propaganda dizer: Fui convidado ou convidada, para cantar nos EUA. Mesmo que a unção não exista, e as letras de suas músicas sejam sem nenhum interesse real na adoração a Deus. Ou seja um simples “Show evangélico”. Que pena!!!

Os preços de seus CD’s, normalmente são bem superiores ao valor adequado para a igreja. Querem reunir lucros imensuráveis ao seu negócio. Vergonha! Esta é a receita de muitos para uma riqueza fácil, e produzida pelo interesse somente financeiro. Onde está a unção do Espírito e a beleza da letra na sua adoração? Hoje é comum a valorização de muitos “artistas” que não vivem uma vida reta perante Deus.

A solução para os problemas é o assunto principal, na maioria das igrejas, enquanto a Bíblia, promete perseguição, principalmente, aos que forem contra a mentira.

Muitos, dentro da igreja, dizem ou pensam, e têm vergonha, de falar que praticam a mentira branca, a mentira quebra-galho ou a mentira para resolver certos probleminhas. Aí está a grande armadilha. Toda a mentira, garante a qualquer um: o título não tão nobre, de ser chamado filho do diabo. Pois, ele é o pai da mentira. E nele, o diabo, não há verdade.

Neste momento exato, o Senhor nosso Deus nos alerta sobre os últimos tempos e a falta de fé, o mundo não necessita de novos apóstolos(?), bispos(?), e pastoras(?), que surgiram à pouco tempo, como novidade nesta última geração. Mas, de valentes pastores de ovelhas e mulheres de Deus, sem a necessidade do título exigido ou elaborado por alguns.

Há pouco tempo, não havia tantos títulos disponíveis. E nem pastoras em profusão. Deus mudou?

Novos tempos. Tempos modernos. Onde está o pastor com cheiro de ovelhas, e não com o cheiro de sua coleção de perfumes em suas atitudes Hollywoodianas.

Os pastores de hoje, querem ser empresários do evangelho em suas suntuosas mansões e magníficos automóveis, e alguns, até mesmo com seguranças para proteger a sua vida, ou com suas coleções de ternos de acordo com cada moda. Relógios em coleção exagerada e caríssimos, fazem par com a quantidade de gravatas além da necessidade. E muita fé, bastante fé, exagerada fé, na fé das ovelhas.

Que Deus levante homens de valor, com cheiro de ovelhas e com verdadeiro amor ao evangelho.

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Merisvan nunes disse...

Pb OBRIGADO por essas dicas
poi irão mim ajudar muito no
meu ministerio como pregador;;;

Anônimo disse...

Por que nao pode por fundo musical

Moises Pinto disse...

concordo amado irmao.suas palavras sao verdadeiras com relação aos pregadores que querem ser o centro das atenções e se esquecem que a gloria é de DEUS.
um abraço fica com DEUS.

Gleison Elias Pereira disse...

Moisés, a Paz do Senhor!
Obrigado pelo comentário. Seja sempre bem-vindo!
Abraços.

John Lenon de Jesus disse...

Amém e muito obrigado...!

Anônimo disse...

Achei interessante essas dicas sou jovem e estou com vontade de pregar com certeza essas dicas me ajudaram

Anônimo disse...

Não concordei com alguns pontos, como o 2 (uso de fundo musical). Acho que é essencial usar um fundo porque ajuda tanto o Pregador, como os ouvintes. É claro que deve ser um fundo ético e sem exageros. Mais gostei do post, fica na paz.

irmão Moacir disse...

gostei muito das dicas quanto à atitude de um pregador. Mas o que se houve por ai, são muitas pregações de velho testamento, onde alguns vivem uma pregação que não são para o povo cristão, e sim para o povo Judeu.O apóstolo Paulo em Filipenses 3:8, qdo. ele passou a conhecer o evangelho , ele tem por perda todas as coisas que havia aprendido, e as considera como esterco, para que possa ganhar a Cristo. Jesus veio e tudo se fez novo,novos mandamentos no qual possamos suportar e seguir, o seu fardo não é pesado, é suave e leve, e ele gosta das coisas simples e humildes; Jesus não precisa de ajuda , mas nós sim precisamos dele. Portanto que nós possamos pregar apenas o que está escrito no evangelho, mas conhecer as escrituras ( velho testamento ) é muito importante, pois a maior parte das profecias testificam da vinda dele ( Jesus ), que já foi concluído, e do fim do mundo, o restante o evangelho diz que são fábulas Judaicas. Portanto leia muito o Evangelho, siga os mandamentos de Jesus Cristo e pregue o Evangelho.

irmão Moacir disse...

onde se lê, mas o que se houve por ai, digo: mas o que se ouve por ai

Gleison Elias Pereira disse...

Paz do Senhor Moacir!
Obrigado por contribuir com esta postagem através do seu comentário. Você tem razão quando disse que se ouve hoje muitas pregações cujo texto base são extraídos do Velho Testamento. E, infelizmente a maioria dessas mensagens são triunfalistas e centralizadas no homem. Bom seria que os pregadores que gostam de pregar no Antigo Testamento pudesse transmitir uma mensagem sempre cristocêntrica.

Pr.Genisvaldo Santos disse...

beleza irmão, é isso mesmo. http://prgenisvaldosantos.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

amem que Deus abençoe

Teologia Bíblica disse...

Continuemos orando, para que DEUS levante mais obreiros com amor a obra do senhor. DEUS abençoe. abraço

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

 
Powered by Blogger