Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro 1, 2009

A vitória do crente

Imagem
Hoje recebi, via e-mail, a frase de um dos oradores mais disputados no meio empresarial, a qual diz o seguinte: "Não confunda derrotas com fracasso nem vitórias com sucesso. Na vida de um campeão sempre haverá algumas derrotas, assim como na vida de um perdedor sempre haverá vitórias. A diferença é que, enquanto os campeões crescem nas derrotas, os perdedores se acomodam nas vitórias. Campeões conseguem manter a cabeça sempre erguida e ficar, em qualquer situação de vida, além das colunas da vitória e da derrota." Roberto Shinyashiki. Ao lê-la, imediatamente comecei a refletir sobre a trajetória cristã de um crente. E, depois de alguns minutos, fiz à minha própria pessoa a seguinte pergunta: Em que consiste a vitória de um crente em Jesus? Infelizmente, hoje em dia, com o advento da teologia da prosperidade, do triunfalismo, da confissão positiva, da batalha espiritual e liberalismos teológicos, muitas pessoas têm pensado que a vitória de um cristão consiste em adquirir coisas…

ENTREVISTA: O outro lado do crescimento das igrejas

Imagem
Historiador Phillip Jenkins afirma que precisamos de uma teologia de extinção de igrejas. Em nossos dias, temos testemunhado um extraordinário fenômeno: a vertiginosa queda da igreja em lugares nos quais existe há 2000 anos. A situação das comunidades cristãs no Iraque nos mostra que a expansão da igreja não é tão constante assim. Em seu livro lançado em 2002, The Next Christendon: the comming of global Christianity, o historiador Phillip Jenkins mostrou ao mundo onde o Cristianismo havia chegado. Em seu mais recente livro - The Lost History of Christianity: The Thousand-Year Golden Age of the Church in the Middle East, Africa, and Asia – Jenkins olha para o lugar de onde essa fé veio. Professor de humanidades na Universidade Penn State, Jenkins inicialmente afirma que a fé cristã não está limitada a nenhuma cultura. “Quanto mais você olha para a história, mais você se dá conta de que o cristianismo não é uma religião [apenas] européia”, afirma ele. “É européia, mas também é asiática, a…