Postagens

Mostrando postagens de Janeiro 10, 2010

Cuidado com a loteria Bíblica

Nunca fui simpatizante das caixinhas de surpresa com versículos bíblicos nem da leitura aleatória de versos, do tipo: “vou fechar os olhos e onde eu abrir Deus vai falar conosco”. O ideal é que todo crente leia e estude, constantemente e de forma sistemática, toda Bíblia Sagrada.
O manuseio honesto do texto no contexto é a maior ajuda que alguém pode dar a si mesmo, no sentido de compreender a mensagem da Bíblia. Confiar em acaso, sorte, destino ou qualquer “ajuda extra”, no fim das contas só prejudica a compreensão da Palavra. Não adianta concorrer numa espécie de “loteria bíblica”: a grande maioria sai perdendo.Imagine o que acontece com alguém que abre a Bíblia em qualquer lugar e lê: “Então Judas, … retirou-se e foi enforcar-se” (Mt 27.5). O leitor desconfiado da mensagem abre em outro texto, buscando confirmação, e lê: “Vai e procede tu de igual modo” (Lc 10.37). Assustado, tenta mais uma vez, na esperança de ouvir uma ordem mais suave. Abre o livro uma terceira vez, cheio de expe…

Diário de John Wesley (Ano de 1735)

TERÇA-FEIRA, 14 DE OUTUBRO DE 1735 – O Sr. Benjamin Ingham, do Queen’s College, Oxford, o Sr. Charles Delamotte, filho de um comerciante em Londres, que se ofereceu alguns dias antes, meu irmão Charles Wesley, e eu, tomamos um navio para Gravesend, a fim de embarcar para a Geórgia. Nosso objetivo em deixar nosso país natal não era evitar a escassez, (tendo Deus nos dado fartura de bênçãos temporais,) nem ganhar a escória das riquezas ou da honra, mas unicamente isto: salvar nossas almas, viver inteiramente para a glória de Deus. À tarde, na altura de Gravesend, encontramos o [navio]Simmonds, e imediatamente entramos a bordo.

Passamos aquartae aquinta-feiracom um ou dois de nossos amigos, em parte a bordo e em parte em terra firme, exortando uns aos outros a “deixar todo o embaraço, e correr com paciência a carreira que nos está proposta.”

Sexta-feira, 17. Comecei a aprender alemão, para poder conversar com os alemães [ou morávios, como Wesley algumas vezes os chama], sendo que temos vin…