Postagens

Mostrando postagens de Março 21, 2010

Não Use Fundo Musical em pregação! É Modismo (PARTE II)

Imagem
Ontem postamos aqui um comentário deixado neste blog por uma leitora sobre o uso de fundo musical em pregações (Leia aqui). Hoje postaremos mais um, juntamente com minha resposta, tudo para que possamos conhecer e entender opiniões divergentes de outras pessoas sobre este importante assunto.
Porém, diferente de ontem, o comentário que segue abaixo focou a discussão no Congresso de Missões dos Gideões Missionários realizado em Camboriú-SC, visto que nesse congresso sempre teve pregadores adeptos dessa prática. Isso sem falar da canção "Adagio In C Minor" de Yanni Chrysomallis (Escute aqui) que há muito tempo é executada como fundo musical.
Todos os comentários e a postagem original podem ser lidos aqui.
COMENTÁRIO 2
Anônimo disse:
A paz do senhor amado! Fico feliz por sua tese, e por seus seguidores dizerem que o fundo musical é posto para animar o público, Pois será que o Gideões não tem homens de Deus suficiente para Deus revelar o que esteja errado? Louvo a Deus por tua vida, …

Não Use Fundo Musical em pregação! É Modismo.

No ano passado foi publicado em meu blog um post alertando a igreja sobre o uso indiscriminado e equivocado de fundos musicais durante a pregação da Palavra de Deus. O texto intitulado Fundo Musicais em Pregações? Conheçam o Perigo desse Modismo (Leia aqui), revelou que muitos pregadores têm levado musicas da Nova Era para dentro de nossas igrejas, como é o caso da conhecidíssima canção "Adagio In C Minor" de Yanni Chrysomallis (Escute aqui) que é largamente tocada nos congressos de Camboriú-SC e executada como fundo musical por diversos pregadores pelo país.
Como era de se esperar, surgiram vários comentários de internautas, dentre eles muitos obreiros e pregadores, que se manifestaram calorosamente contra e também a favor do uso de um fundo musical no momento das preleções. Todavia, deixei bastante claro a todos que, independente de qualquer coisa, essa prática é um artifício puramente humano, e tem como objetivo apelar para as emoções e sentimentalismos das pessoas.
Assim, …