Espiritualidade

Atualmente há muitos escritos sobre espiritualidade. São textos que vão desde pequenos artigos encontrados pela internet até livros maçudos sobre prateleiras de diversas livrarias. É um tema que está na moda. E muitas das pessoas que arriscam falar ou escrever sobre este assunto nunca professaram necessariamente uma religião.  Diante disso, precisa-se entender que a espiritualidade consiste em um elemento intrínseco da natureza humana. Não precisa ser cristão, judeu, budista, hinduísta etc para que uma pessoa cultive a espiritualidade na sua vida. Desta forma, entende-se que todo ser humano possui algum tipo de espiritualidade independente de qualquer religião.  Pois, a espiritualidade é uma dimensão inerente a qualquer individuo e se manifesta de muitas formas e virtudes, tais como consciência, vontade, sentimentos, compaixão, justiça, solidariedade, amor etc.

Com este conceito sobre espiritualidade fica fácil entender que o ser humano sempre teve uma inclinação para o místico, ficando com isso sujeitas aos enganos e mentiras de satanás que procurou sempre ofuscar a vereda que leva a Deus. Portanto, o desafio aqui para a igreja atualmente, é cumprir fielmente o IDE, é conduzir estas mesmas pessoas para o verdadeiro e seguro caminho para uma vida espiritual encontrada unicamente na Pessoa de Jesus Cristo. Pois Ele mesmo disse de si: “Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim, João 14.6”.

Outro fato importante que se precisa entender, é que a espiritualidade de muitas pessoas atrelada a um sentimento de frustração e insatisfação por causa dos tantos escândalos entre igrejas e pastores atualmente, tem levado muita gente a se afastar da igreja para buscar sua própria experiência de espiritualização, de forma que não venham a ter mais contato com qualquer denominação religiosa. Com isso, tem havido uma grande demanda por meditações orientais, esoterismo etc. Portanto, surge com isso outro desafio para todo cristianismo institucionalizado e organizado, a de trabalhar toda essa questão sobre espiritualidade não só sob uma perspectiva teológica, mas também antropológica, de forma a revelar para o ser humano uma espiritualidade transformadora, de dentro para forma, que emana diretamente do Filho de Deus, Jesus Cristo.

Comentários

  1. Oi, Gleison. Achei muito interesante seu trabalho, e apartir de hoje estarei seguindo e acompanhando ele. Conheci seu trabalho no blog do Professor Pascol.
    Estarei aguardando sua visita para conhecer meu trabalho.
    http://www.construindohistoriahoje.blogspot
    Um abraço,
    Leandro CHH

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

Postagens mais visitadas deste blog

Um pouco sobre o Círculo de Oração.

Fundo Musical em Pregações? Conheçam o perigo desse modismo.

Tragédia familiar: separação da cantora Lauriete