Postagens

Mostrando postagens de Maio 15, 2011

Vereadores de Belém do Pará repudiam recentes ações da CGADB e da COMIEADEPA

Imagem
O impasse entre a Igreja-Mãe das Assembléias de Deus em Belém do Pará e a CGADB (Convenção Geral das Assembléias de Deus no Brasil) parece estar cada vez mais longe de se resolver. A briga agora parece ter se estendido à Câmara Municipal de Belém-PA, pois foi lá que partiu no dia 16 de maio do corrente ano um documento de protesto contra as recentes ações da CGADB e COMIEADEPA. O referido documento foi assinado por 17 vereadores a favor dos protestos.
Esse documento está em forma de requerimento e traz a seguinte redação: Requerimento:
Requeiro, após ouvido o douto plenário e respeitadas as normas que regem esta casa legislativa, seja dado a Convenção Geral das Assembléia de Deus no Brasil – CGADB e Convenção de Ministros e Igrejas Evangelicas da Assemléia de Deus do Estado do Pará – COMIEADEPA VOTOS DE PROTESTO, por convocarem todas as igrejas do Estado do Pará e do Brasil para uma festa paralela do Centenário, sem convocar a igreja-mãe e por conseguinte atrapalhando o evento do Cente…

Canibalismo na igreja primitiva?

Imagem
Quem vem acompanhando o meu blog nestas últimas semanas percebeu que postei alguns textos tratando sobre erros de interpretação de certos versos da Palavra de Deus. Esta postagem não será diferente. Escreverei sobre a falsa acusação de que o texto de João 6.53 instituiu o canibalismo como um rito da igreja primitiva. Atualmente este assunto parece ser irrelevante para estudiosos das Escrituras, mas quando estudamos a história da igreja aprendemos que os primeiros cristãos foram ferozmente acusados de canibalismo por celebrarem a Ceia do Senhor com o pão e vinho como símbolos do corpo e sangue do Senhor, pois o próprio Jesus havia dito que quem não comesse a “carne do Filho do homem, e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos”. Estas palavras chocaram os judeus e alguns discípulos que ouviram Jesus na época que a entenderam como sendo literalmente carne e sangue, a ponto de alguns O abandonarem (João 6.60,66). Até mesmo os próprios pagãos de Roma entenderam estas mesmas…

Epístola aos Gálatas e as ordenanças do Novo Testamento

Imagem
Em Gálatas 5.1 está escrito: “Estai, pois, firmes na liberdade com que Cristo nos libertou, e não torneis a colocar-vos debaixo do jugo da servidão”. À primeira vista, a leitura desse único versículo dá a impressão que o apóstolo Paulo está orientando os cristãos a ignorarem as ordenanças do NT caso sintam-se orientados pelo Espírito Santo a fazê-lo. Isso não é verdade.
Nem é preciso dizer que o apostolo dos gentios praticava, em plena comunhão com a igreja, as ordenanças ensinadas pelo Senhor Jesus. Não só praticava como ensinava a observação das mesmas de forma correta. Um exemplo bem claro do seu zelo pelo correto cumprimento das ordenanças é encontrado na sua primeira carta à igreja de Coríntios (1 Coríntios 11.17-34). Nesta epístola lemos o apostolo repreendendo alguns irmãos que teriam causado transtornos quando participavam da Ceia do Senhor.
Por isso, dizer que este verso de Gálatas 5.1 autoriza qualquer crente a ignorar as ordenanças ensinadas no Novo Testamento é um erro grav…