Curiosidade assembleiana: a cruz e outros símbolos cristãos.


Muitas pessoas não sabem, mas até o ano de 1937 as Igrejas Evangélicas das Assembleias de Deus ilustravam a fachadas de seus templos com a cruz. Porém, neste mesmo ano, em uma Convenção Geral realizada na cidade de São Paulo, foi decidido e aprovado pelos pastores presentes naquela reunião que as Assembléias de Deus não mais usariam o referido símbolo em suas fachadas.

Essa decisão foi motivada como uma prevenção para que os crentes mais fracos e ainda influenciados pelo catolicismo romano não incorresse no pecado de idolatria, fazendo da cruz um objeto de adoração.

Ainda, segundo Augusto Ribeiro, do Blog Missão da Fé Apostólica, o problema foi na época, levantado pelo missionário Gustav Bergstöm que lançou ao ar a seguinte pergunta: "É lícito que as Assembleias de Deus coloquem a cruz nas fachadas de seus templos?"

O resultado gerado por está pergunta surtiu efeito até nos dias de hoje, quando percebemos o total abandono de um dos principais símbolos do cristianismo por parte das Assembleias de Deus: a cruz vazia.

Além da cruz, outros símbolos históricos do cristianismo são: a pomba, as letras gregas Alfa e Ômega e o peixe, os quais foram desenhados principalmente nas Catacumbas, que eram locais onde a igreja de Cristo se reunia para cultuar o Senhor longe da perseguição. Todos estes e outros símbolos serviam como sinais ou  representação gráfica de algum tema ensinado por Cristo e entendido somente pelos cristãos da época.

Entende-se então, que os símbolos cristãos, especialmente a cruz vazia, tinham única e exclusivamente um papel didático, ensinando aos cristãos grandes verdades espirituais. A cruz vazia, por exemplo, é um poderoso sinal de que o nosso Cristo alcançou a vitória sobre a morte e não está pendurado mais nela. Da mesma forma são os demais símbolos do cristianismo, todos eles comunicam algum ensino.

Desta forma, não vejo nenhum pecado em se ter a ilustração de uma cruz vazia ou qualquer outro símbolo cristão nos adereços ou objetos pessoais de algum crente nos dias de hoje. Pois, entendo ainda, que o problema maior das pessoas não está no uso desses adornos e ilustrações que possuem apenas valor simbólico. O problema todo está na natureza humana e na forma como usamos tais objetos. Sendo assim, até mesmo a comida pode torna-se uma forma de tropeço para muitos crentes que não se controlam: o pecado da gula é um exemplo.

Um abraço e fiquem com Deus.

Fonte:


Comentários

  1. Glórias à Deus por essa explicação!!! Eu que era membro da Assembléia de Deus em Catanduva(hoje estou em outra denominação) não sabia que até nos anos 30 usavam a cruz vazia nas fachadas. Eu sendo crente uso a cruz vazia como símbolo da vitória de Nosso Senhor Jesus Cristo, a Sua ressurreição. Não a uso como se fosse um amuleto, isso não. Confio unicamente no SENHOR.

    ResponderExcluir
  2. bom eu respeito todos os comentarios sobre a cruz......mas ñ concordo com menhum comentarios ....e vor dizer porq ??gleison elias pereira......digamos q vc tenha um unico filho.....e vc descobriçe q esse seu filho foi secuestrado..e pegaram esse seu filho ...e o matase....e depois do msm modo de jesus....ele foçe...pinturado..na cruz como jesus foi.........iai oq vc faria....vc olharia para aquela cruz e mato esse seu filho .....vc adoraria a cruz q teu filho morreu....ou seja vc iria pegar essa cruz como lembrança ...e deixava na sua casa....???bom eu acho q vc iria odiar aquela cruz q matou o seu filho.....e porq q vc acha deus iria adorar a cruz....porq foi éla q matou o seu filho....então por mim eu nunca vou ter uma cruz como prova de nada ...porq o meu jesus matou morreu nela....vc vai adorar uma coisa q matou o seu filho.....??? vc eu ñ sei mas eu ñ vou.....!!!um abraço a todos.....podem deixar seus comentario no meu e.mail.....PEREIRA.45@HOTMAIL.COM mas sem ofender né !!!

    ResponderExcluir
  3. Amado irmão Wilson Pereira, partindo do pré suposto que Cristo tenha sido sequestrado e assassinado sua primícia seria verdadeira, porém, Jesus foi sacrificado pelo próprio Deus para salvação dos homens e sua Cruz se torna simbolo dessa salvação, pois foi o altar onde o Filho de Deus foi sacrificado!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

Postagens mais visitadas deste blog

Um pouco sobre o Círculo de Oração.

Fundo Musical em Pregações? Conheçam o perigo desse modismo.

Tragédia familiar: separação da cantora Lauriete