segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

Mercadores do Evangelho

É preocupante o que tem acontecido nos dias atuais. Em total desobediência à Palavra de Deus, vários pregadores, cantores e outros se valem da cobrança de valores exorbitantes para cantarem ou ministrarem a Palavra do Senhor. Tais pessoas têm comercializado o Evangelho e feito dos seus ministérios um meio de ganhar a vida.
Muitos desses “Artistas” da fé querem ser tratados como verdadeiros astros ou estrelas. Para cantarem ou pregarem exigem uma série de coisas como: um cachê altíssimo, hotel cinco estrelas, venda de seus produtos, exclusividade no dia do evento, tratamento vip, seguranças etc. E alguns desses só vêm na sua igreja ou festividade se tiver alguns milhares de pessoas para assisti-los, menos que isso eles nem pisam na sua cidade.
Existem casos de pregadores que, mesmo agendados e divulgados para pregarem em uma festividade de certa igreja, simplesmente não compareceram porque haviam recebidos uma outra proposta para a mesma data que lhes trariam mais lucro e ibope. Isso é uma vergonha! Tais homens não são dignos de anunciarem as Boas Novas.
Contudo, o que mais me preocupa é que, se esses falsos pregadores ainda estão pregando, é porque ainda existem igrejas que lhes dão púlpito. Somos nós mesmos os culpados de alimentar a cobiça desses avarentos! E isso, fazemos quando lhes damos oportunidades. Ainda, há o agravo da falta de discernimento espiritual em muitos crentes, necessário para poderem detectar e combaterem esse mal que assola a igreja do Senhor. E discernimento só se encontra através do estudo sério e constante da Palavra de Deus.
Jesus nos ordena: ...de graça recebestes de graça daí (Mt 10.8). Este deve ser o ideal daqueles que trabalham na seara do Mestre, cujos corações são inflamados pelo desejo de verem o Reino de Deus se expandir na terra, de almas sendo salvas e libertas pelo Evangelho.
É importante dizer aqui, que não estou contradizendo aqueles que vivem integralmente na obra e dão frutos para Deus. Esses realmente são dignos dos seus salários. Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário (I Timóteo 5.18).
Minha preocupação é com aqueles que buscam riquezas terrenais mediante o Evangelho. Pois, essas são pessoas preocupadas com si mesmas e não com a causa do Mestre, explorando a fé dos outros para se promoverem. Esses, estão preocupados em encher seus envelopes de dinheiro, de vender seus matérias após o culto, de adquirem patrocinadores para seus ministérios etc.
Essas pessoas não irão longe, pois sobre os mesmos o apostolo Pedro nos deu a seguinte revelação: E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; SOBRE OS QUAIS JÁ DE LARGO TEMPO NÃO SERÁ TARDIA A SENTENÇA, E A SUA PERDIÇÃO NÃO DORMITA, 2 Pedro 2.3 (Ênfase minha).
Então, disse aos seus discípulos: A seara é realmente grande, mas poucos os ceifeiros. Rogai, pois, ao Senhor da seara, que mande ceifeiros para a sua seara (Mateus 9.37,38).
Pb. Gleison Elias Pereira

1 comentários:

Esequiel Santos disse...

Muito sério isso abençoado. Há aqueles que fazem de tudo para pregar em Camburiú a fim de adquirir "status" de pregador famoso. Ou seja, para "aumentar" o cachê deve ter no currículo passagem pelo púlpito dos Gideões. Esses dias alguém me perguntou como fazia para divulgar que um certo pastor estaria pregando em Camburiú no congresso deste ano. Absurdo! o homem nem pregou ainda e já queria divulgar a fama...

Que o Senhor tenha misericórdia!

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

 
Powered by Blogger