Pregadores da época de Paulo e de hoje

Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa vontade; Uns, na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente, julgando acrescentar aflição às minhas prisões. Mas outros, por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho. Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda. (Filipenses 1.15-18).
É incrível a semelhança entre as atitudes de alguns pregadores que conhecemos nos dias de hoje com os pregadores que Paulo referiu-se nos versículos acima. Pois nos versos acima Paulo denuncia que esses obreiros na sua época pregavam motivados apenas por duas coisas: inveja e porfia.
Os pregadores motivados por inveja, são aqueles que buscam posses, status, posição, dinheiro etc. Para esse tipo de pregador, o sucesso e as habilidades de outras pessoas geram nele um sentimento de tristeza misturado com egoímo. O invejoso não faz nada por amor a Cristo ou para seu próximo, pois tudo o que ele realiza é para exaltar a si próprio.
Os pregadores ou obreiros que fazem a obra de Deus por porfia são aqueles que constantemente estão envolvidos em disputas carnais e contendas, são obreiros obstinados, questionadores e que gostam de polemizar tudo.
Contudo, apesar da semelhança dos pregadores de hoje com aqueles dos dias de Paulo, os mesmos não são totalmente iguais, pois aqueles apesar de invejosos e porfiadores ainda assim pregavam uma mensagem cristocêntrica, o que não incomodou o apóstolo Paulo: Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisto me regozijo, e me regozijarei ainda (v. 18). Já alguns que dizem pregar o evangelho atualmente, além de estarem maculados pela inveja e porfia, pregam mensagens totalmente dissociadas da verdade, como a teologia da prosperidade, a confissão positiva, o triunfalismo e várias outras heresias.
Graças a Deus que, como nos dias de Paulo, também existem hoje pessoas que pregam o Evangelho por amor. Muitas das vezes essas são pessoas anônimas, sem credencias, sem títulos ou diplomas, mas são crentes cujos corações estão derramados na obra de Deus. A todos vocês, verdadeiros heróis da fé, deixo a seguinte Palavra: Porque Deus não é injusto para se esquecer da vossa obra, e do trabalho do amor que para com o seu nome mostrastes, enquanto servistes aos santos; e ainda servis (Hebreus 6.10).
Pb. Gleison Elias Pereira

Comentários

  1. Olá!
    GRaça e paz vos sejam multiplicadas!!
    ^^
    EStou passando para agraciar o irmão com um presente.
    é um selo.
    SE vc quiser, está no meu blog.
    Fique a vontade para decidir entre pegá-lo e não pegá-lo.
    beijos e que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Caro internauta, fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. Deus te abençoe!

Postagens mais visitadas deste blog

Um pouco sobre o Círculo de Oração.

Fundo Musical em Pregações? Conheçam o perigo desse modismo.

Tragédia familiar: separação da cantora Lauriete